Bolsonaro Presidente: qual o impacto dessa mudança para você que estuda para concurso público?

Bolsonaro Presidente: qual o impacto dessa mudança para você que estuda para concurso público?

Bolsonaro presidente do Brasil, e agora, qual o impacto dessa mudança para você que estuda para concurso público? Especialistas em concurso falam sobre o que esperar a partir de 2019 e dão dicas de como sair na frente diante de qualquer incerteza.
em 09 Novembro 2018
Início > Blog > Bolsonaro Presidente: qual o impacto dessa mudança para você que estuda para concurso público?

Olá concurseiro, Felipe aqui

Após uma disputa eleitoral agitada, no dia 01/01/2019, Jair Bolsonaro toma posse como 38º presidente do Brasil.

É uma grande mudança política, que causa muita ansiedade, dúvidas e incertezas, mas uma questão específica tomou conta da cabeça dos concurseiros:

“Bolsonaro foi eleito, e agora?”

“A realização de novos concursos a partir de 2019 está ameaçada?”

“Como vai ficar a situação dos concursos públicos no Brasil?”

E foi exatamente para responder estas perguntas que criei este post...

Então, se você tem alguma dúvida sobre como vai ficar o mundo dos concursos após a posse do Bolsonaro, fica ligado!

Reuni neste artigo a opinião de vários consultores da VP Concursos especialistas em diversas áreas de concurso público para clarear o nosso horizonte em relação a o que esperar a partir de 2019.

Se esse assunto interessa a você, continue lendo, porque eu vou falar neste artigo sobre:


ÍNDICE DE CONTEÚDO

Calma! Continue pegando pesado nos estudos!

O que esperar para concursos jurídicos com a mudança do governo Federal

Tecnologia da Informação, a cada dia que passa se torna mais necessária...

O Projeto de Lei Orçamentária Anual 2019

Se é concurso público que você quer... Dá uma olhada nesta lista!

 


QUAL SONHO VOCÊ VAI REALIZAR EM 2019 QUANDO PASSAR EM CONCURSO PÚBLICO?

O melhor presente que você pode dar a você e a sua família é uma vida segura e de sonhos realizados para sempre. Veja como nossos alunos conseguiram isso.

 

Calma! Continue pegando pesado nos estudos!

Confira a opinião do consultor VP Concursos e Analista de administração pública, Rafael Cabral sobre o que esperar dos concursos públicos a partir de 2019.

Estudo duro para concurso público

O processo eleitoral chegou ao seu final e várias dúvidas pairam na cabeça dos estudantes de concurso público.

Tenho recebido ao longo das últimas semanas diversas perguntas, e essa é uma insegurança natural de todos os concurseiros

Claro, eu não vou negar, seria muito fácil fazermos nosso planejamento dos estudos, caso soubéssemos quais editais seriam lançados nos próximos meses.

Entretanto, apesar de muitas vezes fazermos previsões acertadas, a verdade é que não temos como prever com 100% de segurança nossos passos futuros.

Então, calma! 

Por menos que um governante goste da realização de concursos públicos, eles são extremamente necessários para o andamento da máquina pública e a reposição de servidores ocorre naturalmente de tempos em tempos.

Portanto, minha dica é: continue pegando pesado nos estudos!

Ah, e dá uma lida neste artigo aqui, nele você vai saber o que realmente importa para passar em um concurso público: https://vpconcursos.com.br/blog/unica-coisa-que-importa-para-voce-passar-em-concursos

 

Entendendo os possíveis cenários

Mulher entendendo os possíveis cenários

Vamos aqui trabalhar com os dois possíveis cenários... 

1) Nada mudará e bons concursos continuarão a ser publicados;  

2) O ano de 2019 será terrível com poucos concursos na praça.

Analisando o perfil do candidato vencedor e suas propostas de governo voltadas para o combate da corrupção e da melhora da segurança pública, é bem provável que ocorram vários concursos em áreas relacionadas a isso.

Ademais, eu não duvido que inclusive ocorram incrementos remuneratórios.

Seria muito contraditório alguém que combate a corrupção inflar os órgãos com um grande número de servidores comissionados.

Portanto, será necessária a realização de concursos para suprir a demanda por servidores em diversas instituições públicas.

De toda forma, caso trabalhemos com o pior cenário, eu mesmo, quando comecei a estudar para concursos em 2011, passei por um momento assim.

Para quem não lembra, o cenário não era nada animador, pois o governo precisava cortar gastos e o resultado disso foi um ano com poucos concursos.

Contudo, meu pensamento foi o seguinte:

“bem, eu estou estudando há pouco tempo mesmo, irei aproveitar esse momento para aprofundar meus conhecimentos e chegar com tudo quando os bons certames tiverem seus editais publicados!”.

Essa foi, sem dúvida, a melhor decisão da minha vida.

Ou seja, se o pior dos cenários se concretizar... Tenho duas dicas para você:

 

1# Aproveite esse momento de baixa, em que a grande maioria das pessoas está desanimada, para você melhorar o seu desempenho.

Isso com certeza fará toda a diferença quando o concurso que você tanto espera for publicado.

 

2# Aproveite também para prestar todos os concursos que forem surgindo ao longo do ano, mesmo que não sejam de áreas relacionadas ao escopo dos estudos.

Realizar provas faz parte da preparação e esse é um erro que muitos candidatos comentem por acharem que isso não é necessário.

Além disso, não em raros casos, acabamos passando em concursos que nem estávamos estudando.

O fator falta de pressão faz toda diferença nessas horas.

Eu posso dizer que é muito bom ser aprovado dessa forma!

 

Entretanto, deixarei bem claro aqui: não quero que você mude de foco cada vez que um novo certame surgir na praça.

O que eu quero lhe deixar como mensagem é: vá e faça a prova, independentemente de possuir domínio total do conteúdo cobrado.

Manter o foco em uma determinada área é de extrema importância para a tão sonhada aprovação e, até por isso, indico aos meus alunos que tenham foco em uma determinada área (Fiscal, Tribunais do Trabalho, Policial, etc).

Neste link você vai saber mais sobre como manter o foco e ficar mais próximo de sua aprovação: https://vpconcursos.com.br/blog/foco-o-caminho-para-aprovacao

Sei que esse não é um caminho fácil, mas é, sem dúvida, muito recompensador.

 


SOBRE O AUTOR

Rafael Cabral

Atualmente, servidor do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), cargo de Analista de Administração Pública. Já trabalhou como Analista em Ciência e Tecnologia na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e como Técnico Administrativo no Superior Tribunal Federal (STF). Formado em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Principais convocações: INEP 2013: Técnico em Informações Educacionais; CAPES 2013: Assistente e Analista em Ciência e Tecnologia; MINC 2013: Técnicas de Suporte III – Nível Superior em Ciências Humanas e Sociais; MPU 2013: Técnico e Analista – Área Administrativa; STF 2013: Técnico da Área Administrativa; MDIC 2014: Analista de Administração Pública e TCDF 2014: Analista de Administração Pública.


 

 

O que esperar para concursos jurídicos com a mudança do governo Federal

A consultora VP Concursos e Procuradora do Estado do Paraná Luciana Cunha fala sobre a expectativa para os concursos da área jurídica.

concursos jurídicos

Os concursos da área jurídica estão inseridos nos mais diversos órgãos (federais, estaduais e municipais).

Por isso, é preciso ponderar que o novo governo federal, bem como suas orientações de "enxugamento" da máquina pública, poderão influenciar a abertura e quantitativo de vagas na área federal.

E, obviamente, estamos fazendo uma projeção que pode ou não se concretizar.

Além disso, é preciso deixar bem claro que, embora possa existir uma vontade política em reduzir o funcionalismo, há órgãos que têm demandas gigantescas e que, por isso, precisarão de servidores, sob pena de comprometimento dos serviços públicos prestados, o que implica a necessidade de concurso.

Importante destacar também que o Judiciário e o Ministério Público possuem orçamentos próprios, isto é, não dependem do Executivo para criar cargos e provê-los.

Então, os concursos de analistas de tribunais, por exemplo, não sofrerão impacto com a mudança de governo ( Se a sua intenção é passar em concurso público para analista judiciário, você não pode deixar de ler este artigo: https://vpconcursos.com.br/blog/quero-ser-analista-judiciario-por-onde-comecar).

Por fim, como dito anteriormente, nas esferas estaduais e municipais, o que importa é o governo local (Governador/Prefeito).

Em suma, apesar do aparente medo de muitos concurseiros sobre as perspectivas para 2019, penso que o cenário vai ser bom sim, considerando tudo que mencionei, além do fato de existirem diversos órgãos com concursos expirados e necessidade urgente de novos servidores. 

 


SOBRE A AUTORA

Luciana Cunha

Procuradora do Estado do Paraná. Já exerceu os cargos de Procurador do Município de São José do Rio Preto/SP, Procurador do Município de Mauá/SP e Procurador do Município de São Caetano do Sul/SP. Aprovada nos concursos para os cargos de Procurador do Estado do Rio Grande do Sul (2015), Procurador do Município de São Paulo (2014), Analista Judiciário dos TRFs da 3ª e 4ª Regiões, Analista Judiciário do TRT da 15º Região, Analista Judiciário do MPU, Técnico Judiciário do TRT da 15ª Região. Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e especialista em Direito Processual Civil.


 

 

Tecnologia da Informação, a cada dia que passa se torna mais necessária...

Confira o que tem a dizer o consultor VP Concursos e Analista de Informática Legislativa do Senado Leonardo Marcelino sobre o que esperar para os concursos na área de TI.

Concurso Público paraTecnologia da Informação

Tecnologia da informação, a cada dia, se faz necessária nos mais variados órgãos e esferas de poder.

Do nosso lado, temos esta crescente necessidade.

Contudo, não há como afastar a preocupação com as possibilidades de concursos para 2019.

Considero que isso ocorre em todo novo governo, é algo cíclico.

Eu passei por isso em 2011, no primeiro mandato da presidente Dilma.

Sua então Ministra do Planejamento, decretou uma portaria suspendendo todos os concursos do Executivo Federal.

Com isso, foi suspensa minha nomeação para a Abin (aguardada para maio/2011).

Na época, concursos para os outros poderes também deram uma pausa, mesmo não estando submetidos à portaria.

É provável que tenha sido uma demonstração que havia certo alinhamento com a nova gestão.

Dado o cenário, 2011 foi um ano fraco para concursos. Contudo, em 2012, “a torneira foi aberta novamente”.

A meu ver, a situação de 2019, não difere muito do acima narrado.

Temos que ter em mente que concurso público não é uma opção do gestor, é uma necessidade, para o funcionamento dos órgãos.

Seguindo essa premissa, precisamos nos manter firmes nos estudos, pois os concursos virão.

E somado a isso, temos alguns bons indícios a partir das propostas apresentadas pelo novo governo.

Por exemplo, o combate à corrupção.

Não há que se falar nisso, sem o fortalecimento de órgãos de controle (CGU, TCU, etc).

Outro sinal que podemos considerar é a formação militar do novo presidente.

Isso pode levar a uma maior facilidade de concursos de carreira policial e militar. Aqui, acrescentaria a Abin, devido a seu histórico e estrutura.

Dessa forma, aproveito para reforçar o que já disse antes, você precisa se manter firme nos estudos.

Pois os concursos virão, e vai sair na frente quem não perder o foco.

 


SOBRE O AUTOR

Leonardo Marcelino

Atualmente, servidor do Senado Federal, cargo de Analista de Informática Legislativa. Já trabalhou como Analista de Finanças e Controle na Controladoria-Geral da União. Formado em Sistemas de Informação pelas Faculdades Integradas do Oeste de Minas (FADOM). Foi militar da Força Aérea Brasileira e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Principais aprovações: TRT-MG 2009: Analista Judiciário – Tecnologia da Informação; MPU 2010: Técnico de Informática; ABIN 2010: Oficial Técnico de Inteligência – Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas; BNDES 2011: Profissional Básico – Análise de Sistemas-Desenvolvimento; SENADO 2012: Analista – Informática Legislativa – Análise de Sistemas e CGU 2012: Analista de Finanças e Controle – Desenvolvimento de Sistemas.


 

 

O Projeto de Lei Orçamentária Anual 2019

O consultor VP Concursos e Auditor Federal de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional Antonio Belém, fala sobre a LOA e as oportunidades para 2019.

O Projeto de Lei Orçamentária Anual 2019

O Projeto de Lei Orçamentária Anual 2019 traz dotação para o provimento de 40.632 cargos e funções vagas no Poder Executivo.

Dessas, 24.628 é para o cargo de professor, cargos técnicos-adminsitrativos em educação e cargos e funções de confiança. 4.052 para o DF e 26 para a ANA e 2320 para cargos militares.

Ou seja, sobram 11632 cargos e funções para o restante do Executivo.

O primeiro ponto que merece destaque é que esse montante atende hoje as solicitações de concursos existentes.

O segundo ponto a ressaltar é que os concursos não serão afetados pelo teto dos gastos porque a PLOA ( Projeto de Lei Orçamentária) é elaborada atendendo ao limite de despesas do teto.

Logo, se o PLOA fixa dotação para preenchimento de vaga, essas despesas já estão contempladas no teto.

Contudo, a um ponto de observação em relação a situação dos concursos públicos para o ano de 2019...

Está em tramitação no Congresso Nacional a PEC438/2018, que altera a Regra de Ouro na CF/88 e prevê que se a regra de ouro estiver perto de ser descumprida ativa os gatilhos de contenção de despesas do teto dos gastos.

Dentre esses gatilhos está a suspensão de concursos. Então se a PEC for aprovada com seu texto atual há uma chance dos concursos serem suspensos.

Esse é o maior risco à realização de concursos ano de 2019...

E antes que você pense em desesperar, tenho uma boa notícia.

Apesar de ser provável que a PEC438/2018 seja aprovada, possivelmente, a redação que vai passar não deve afetar os concursos (no momento a fazenda está avaliando a PEC para fazer propostas ao texto).

Mas independentemente de qualquer cenário, se eu fosse você não me preocuparia com o isso.

Tenha em mente que, sempre será necessário contratar servidores.

Sempre haverá concurso.

O ritmo de concursos já foi reduzido nos últimos três anos...

O mais importante é estar preparado quando o edital sair para não ser pego desprevenido.

Pois se a prova chegar e você não estiver pronto, a culpa não vai ser do próximo presidente do Brasil.

 


SOBRE O AUTOR

Antonio Belém

Auditor Federal de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional, aprovado em 16º lugar. Mestre em Economia pela UnB e pós-graduado em Regulação Econômica pela UFRJ. Foi Especialista em Regulação da ANTT, aprovado em 3º lugar. Já foi aprovado também na ANATEL e Banco do Brasil. Ministra aulas de AFO e Direito Administrativo.


 

 

Se é concurso público que você quer... Dá uma olhada nesta lista!

É isso aí concurseiro, espero que a opinião dos especialistas em concurso público, tenha acabado com qualquer dúvida que você estava em relação a como será o mundo dos concursos públicos a partir de 2019. 

Na verdade, uma situação favorável no aspecto econômico, de preferência com superávit das contas públicas, é sem sombra de dúvidas, mais importante que uma visão política para determinar o número de concursos e vagas que serão disponibilizados nos próximos 4 anos.

Falando as claras, de nada adianta uma visão política “pró concursos” se não há verba para realizá-los.

Então, se o novo governante cumprir o que prometeu e por em ordem a questão da dívida pública, podemos nos deparar inclusive com um cenário melhor do que o que vivemos nestes últimos 3 anos.

Mas, muito melhor do que especular sobre o futuro é se preparar para enfrentá-lo, e é por isso que eu trouxe aqui para você uma lista de oportunidades em todas ás áreas de concursos públicos já a partir deste ano. 

Dá só uma olhada!

Área jurídica, tribunais e ministério público - Banca definida: 

MP PI Promotor 
MP PA
TJ TO 

Área jurídica, tribunais e ministério público - Comissão formada

TJ AM 
TJ RR 
MPCE
DPDF Defensor 
DPE TO Defensor 
PGM CAMPO GRANDE Procurador
PCAM Delegado 
TJ AC Magistratura
TJ AL Magistratura
TJ RO Magistratura

Área jurídica, tribunais e ministério público - Concurso Autorizado

MP CE Promotor
TRE SC
MP SC Promotor
DPE SP Defensor
PGM CURITIBA Procurador 
PC ES Delegado 
PC RJ Delegado 
PC RN Delegado 
MP SP Promotor 
PC ES Delegado 

Área jurídica, tribunais e ministério público - Concurso Previstos

MP ES
TRF 3
TRE CE
DPE MG Defensor 
DPE PE Defensor 
PGDF Procurador 
PGE CE Procurador 
PGM FLORIANÓPOLIS
PC CE Delegado 
TRF 4 Magistratura
TRF 5 Magistratura
TJ SC Magistratura
TJ BA Magistratura
TRT ES

Area fiscal, Contas e Gestão - Banca definida

ICMS BA 
ISS Manaus 
CGE CE 

Area fiscal, Contas e Gestão - Autorizado ou Comissão formada

TCE RO 
Sefaz DF 
Sefaz SE
Sefaz RR 
ISS Curitiba 
TC DF 
TCM SP 
CGE AL 
PPGG DF 

Area fiscal, Contas e Gestão - Previsto

TCE BA 
TCE AL 
TCM RJ 
Sefaz AC
Sefaz CE
Sefaz SE

Autorizados na Loa

Senado Federal
Câmara dos Deputados
STF
STJ
CNJ
DPU
MPU
TCU
CBMDF
PMDF
PCDF
ANA

Grande abraço!

 

Felipe Lima

Coordenador Pedagógico

 

ATENÇÃO: JUNTE-SE A MAIS DE 10.000 CONCURSEIROS E ENTRE AGORA PARA LISTA VIP!

Receba conteúdo prático, exclusivo e 100% gratuito, para você passar mais rápido em provas, exames e no concurso público dos seus sonhos. CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS

Junte-se a mais de
10.000
concurseiros

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo e 100% gratuito sobre concursos