1 dia que pode valer 1 vida inteira

1 dia que pode valer 1 vida inteira

Você pode estar a 1 dia de conquistar sua vaga no concurso público dos seus sonhos, e ter uma carreira segura, bem remunerada e valorizada por uma vida inteira. Mas você sabe que dia é esse?
Escrito Por
ANDRÉ WILSON
em 16 Outubro 2018
Início > Blog > 1 dia que pode valer 1 vida inteira

Eu estava no meu trabalho, quando meu ramal tocou:

- André?
- Oi, Chefe.
- O Diretor irá realizar uma reunião com o presidente e precisa apresentar as mudanças que iremos fazer nas centrais de atendimento.
- Ok. Sem problemas. O que ele precisa?
- Precisa de uma apresentação.
- Quais informações ele quer na apresentação?
- Ele não foi específico... só falou que quer algo que mostre os benefícios da mudança, gráficos de desempenho e algo que mostre o antes e depois da mudança.
- Só falou isso?
- Ah, André! Você é bom em análises e apresentações. Dá um jeito.
- Ok. Para quando?
- Amanhã, na primeira hora.

À primeira vista, essa é uma conversa típica de um dia de trabalho comum, correto? 

Diretor pedindo apresentação na véspera de uma reunião importante...
Sem explicar direito o que precisa...
E, é claro, querendo fazer sucesso na reunião...
Bem... um dia comum de trabalho... nada de mais... (risos).

Mas, talvez, a sua percepção mude um pouco quando eu acrescentar uma pequena informação...

Esse diálogo ocorreu às 23:30.

Você não leu errado.
Às 23:30, eu atendi uma chamada no meu ramal. 

Fala sério...
Quem liga para o ramal de alguém quase meia noite??

Alguém que tinha certeza absoluta que eu estaria lá... trabalhando...

Se você leu minha história em outro artigo do blog da VP Concursos, sabe que o "bicho pegava" para mim na empresa...

Mas...
Você prestou atenção ao prazo?

Eu recebi a tarefa às 23:30, para entregar às 8:00 do dia seguinte!
Moleza, né? É só não dormir! (risos).
Nesse dia, eu sai de lá às 6 da manhã, tomei um banho e retornei para o escritório (para o caso de o Diretor precisar de algum suporte).

Puxado, né?
E eu já estava há bastante tempo trabalhando nesse ritmo frenético...

Na época, eu poderia me apresentar assim para você:

- profissional com carreira de sucesso e bônus espetaculares!
- pai ausente.
- marido ausente.
- adoecendo rápido.
- sem vida fora do escritório.
- sem nunca ter feito uma viagem, que não fosse a trabalho.

Foi então que, em 1 dia, tudo ficou mais claro para mim.

Se esse assunto interessa a você, continue lendo, porque eu vou falar neste artigo sobre:


ÍNDICE DE CONTEÚDO

Uma forma muito eficiente de organizar a vida para estudar, que eu não recomendo

O ponto da virada aconteceu com meu pior inimigo

O dia que eu chorei como criança (e ainda meus olhos se enchem de lágrimas quando lembro)

E agora? O que eu faço?


 

 

Uma forma muito eficiente de organizar a vida para estudar, que eu não recomendo

incendiando navios para estuar para concurso publico

Apesar de ter uma carreira promissora na área privada, eu estava cansado, infeliz e com um enorme sentimento de vazio na minha vida.

Então, comecei a pensar em fazer uma transição de carreira para o Setor Público.

Como já contei essa história em outra postagem, não vou repeti-la aqui, ok? 
Mas, se for do seu interesse, você pode ler o artigo completo neste link: https://vpconcursos.com.br/blog/eles-riram-de-mim-quando-pedi-demissao-p...

Entretanto, considero importante falar que meu momento "chega disso", aconteceu quando eu tive que sair no meio da festa de aniversário do meu filho, para resolver um problema urgente no escritório. 

Inacreditável... mas aconteceu.

No dia seguinte, eu liguei para o Vincenzo Papariello para pedir algumas orientações.

Na época, o Vincenzo não era o Coach para Concursos famoso que é hoje. Era apenas meu melhor amigo, que, há tempos, tentava me convencer, sem sucesso, a fazer a transição de carreira para o Setor Público.

Sim, na ligação, eu ouvi aquela frase irritante: "eu te avisei..." (risos).

Munido de algumas orientações, eu tentei fazer concurso público enquanto ainda estava trabalhando, mas não deu certo. 

Então, decidi tomar uma medida drástica: incendiar os navios.

Deixe-me contar uma estória popular:

Quando os navios de guerra atracaram na baía do inimigo, o experiente General Chinês percebeu que seu exército estava apavorado, porque temia o poder de combate do exército rival, que era numericamente maior e mais forte.
 
Então, quando todos chegaram à praia, o General ordenou que os navios fossem incendiados e as panelas fossem amassadas.

Incrédulos, os soldados foram questionar a decisão do poderoso General, que se limitou a dizer:

- Agora, como não há possibilidade de recuar, só nos resta seguir em frente e vencer a batalha!

E, como lutavam pelas suas vidas sem um plano de fuga, os soldados partiram ferozmente para cima do inimigo e venceram a guerra.

Eu já ouvi essa mesma estória ser contada com outro General Chinês, que cortava as pontes atrás do exército, para que os soldados não tivessem a opção de fugir da batalha.

Também já ouvi outra versão com um expedicionário que, há 4 séculos, comandou uma invasão no México...

Entretanto, em todas essas estórias a moral é: quando fracassar não é uma opção possível, somos capazes de enfrentar obstáculos enormes e atingir resultados que antes pareciam impossíveis.

E foi exatamente isto que eu fiz: incendiei meu navio. 

Depois que pedi demissão, não tinha mais volta. 

A única opção era passar em um concurso público ou morrer tentando.

Atenção: antes de sair por aí "sutilmente ligando o f*oda-se" como recomenda um famoso livro de autoajuda da atualidade (risos), fique calmo e continue lendo o artigo que, já já, eu explico porque eu não recomendo que você peça demissão para estudar, até ter um planejamento detalhado para mudança.

Bem... voltando a minha história, eu estava convicto que, se quisesse passar em concurso público, teria que arrumar mais tempo para estudar, e pedir demissão do meu emprego resolvia o problema.

Aahhhh! 
Eu era um estrela em ascensão na empresa! 
Batia todas as metas! 
Passar em concurso público era só mais um obstáculo para eu superar! 

Então, por me achar autossuficiente, comecei a discordar do coaching para concursos que estava recebendo do Vincenzo, e decidi montar o treinamento do meu jeito.

Puxa... sinto tanta vergonha de como eu era arrogante naquela época...

Mas, como dizem por aí: "se você não sente vergonha do seu passado, é porque não evoluiu nada."

Pensando bem... para que eu precisaria da orientação de um coach de concursos que já havia sido aprovado na CGU (1.º lugar), APO/MPOG (10.º lugar), Auditor de Controle Externo do TCU e Consultor de Orçamentos do Senado (3.º lugar)?  (muitos risos)

Quanta vaidade... quanta idiotice...

Mas, como dizem por aí também: "o Cespe pune com fervor os vaidosos que não levam a sério os estudos" (na verdade, ninguém nunca disse isso, mas, fica a dica).

Então, o pior aconteceu. Eu fui punido pelo Cespe.

Fui eliminado do concurso do TCU com 42,5% de acertos e 0% em Orçamento e Contabilidade Pública.

Só esclarecendo: eu não errei todas as questões de Orçamento e Contabilidade Pública.

É que, no Cespe, 1 questão errada anula uma certa. Então, eu errei a metade e acertei a outra metade. 

Resultado: um zero bem redondo.

Sinto, até hoje, um forte aperto no peito quando lembro da enorme frustração, quando terminei de conferir o gabarito da prova e vi aquele resultado desastroso.

Eu estava desempregado, desesperado e com uma nota zero para digerir... dá para imaginar o tamanho da bronca?

Após algumas noites em claro, pensei em desistir, mas a minha esposa não deixou. Ela me incentivou a continuar estudando.

Então, mais humilde agora, e com o "rabinho entre as pernas", eu liguei novamente para o Vincenzo para pedir ajuda...

- Claro, André! Vamos retomar os estudos imediatamente. Mas, deixe-me dizer algumas coisas antes...

Vou interromper a conversa aqui, porque foram mais de 2 horas de bronca e o artigo ficaria enorme com tudo que eu ouvi dele (risos).

 

 

 

O ponto da virada aconteceu com meu pior inimigo

ponto da virada em concurso publico

Na sexta à tarde, viajei para Brasília para conversar com o Vincenzo e, já à noite, começamos a conversar sobre concursos. 

No sábado, passei o dia inteiro aprendendo com ele como montar um plano de estudo eficaz e as estratégias e técnicas necessárias para passar em concurso público.

Foi uma verdadeira imersão no mundo dos concursos. 

E não foi só isso, eu sai de lá me sentindo mais motivado, focado e seguro, porque havia descoberto o passo a passo exato para ser aprovado em concurso público.

Foi uma noite e 1 dia completo de imersão com o Vincenzo, que valeu por 1 vida inteira. :)

Vou um abrir um parênteses aqui.

Vez por outra, o Vincenzo é convidado para ser palestrante em eventos de concursos. Entretanto, ele sempre relutou em aceitar.

Recentemente, ele publicou no seu Facebook o motivo:

"Relutava, porque não queria fazer algo com dicas soltas ou só focado na parte motivacional. É claro que motivação é importante, mas eu queria apresentar fundamentos sólidos, que realmente dessem condições para o aluno ser aprovado.

Então, há 1 ano, resolvi condensar toda minha experiência de 10 anos treinando alunos de forma personalizada, em um treinamento de imersão de 1 dia. Foi um desafio e tanto..."

Agora, adivinha de onde surgiu a ideia da VP Concursos de fazer um treinamento-imersão com o Vincenzo de 1 dia?

Exatamente! 
A ideia vem da experiência bem sucedida do que aconteceu comigo. :)

O treinamento de imersão com o Vincenzo é este aqui:

 


 

Quer saber mais sobre o passo a passo exato, prático e seguro para passar em concurso público, que foi desenvolvido pelo Coach Vincenzo ao longo de 10 anos treinando alunos para vencer em concursosCLIQUE AQUI!

 


 

Fecha parênteses.

 

Após  nossa conversa, o Vincenzo orientou-me a fazer o concurso do IPEA para o cargo de Orçamento Público.

Sim, isso mesmo. 

Justamente, a área que eu tinha tirado nota zero no concurso do TCU. 

Só que, agora, era pior ainda, porque era um cargo específico de Administração Financeira e Orçamentária no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada... tranquilo... por que, não? (muitos risos)

Eu queria fazer para o cargo de Administração, que, para mim, parecia ser mais fácil (e lógico), porque sou formado em Administração... mas o Vinenzo não deixou.

A conversa com ele foi mais ou menos assim:

- Vincenzo, você bebeu gasolina? Cargo de Orçamento?

- André, você precisa perder o medo de Orçamento e Contabilidade Pública e vencer o trauma  da prova do Cespe.

- Tem certeza?

- Vai começar com as desconfianças novamente? Se você quer passar em concurso público, terá que sair da sua zona de conforto.

- Ok, Coach... vamos em frente!

O fato é que...

Quando se tem uma rota certeira de como estudar... 

Preparada por alguém que já chegou aonde você deseja chegar...

A evolução é brutal!

No concurso do IPEA, eu fiquei em 10.º lugar.

Bem...  como só se classificava até a 6.ª posição, eu fui eliminado do concurso.

Mas, naquele momento, eu comecei a acreditar que era possível e a minha arrogância inicial foi substituída por foco, confiança e vontade de vencer.

Poucos meses depois, eu fui aprovado, dentro das vagas, em duas Agências Reguladoras: ANA em 7.º lugar e ANTAQ em 6.º lugar.

Entretanto, como eu queria morar em São Paulo, continuei estudando e, algum tempo depois, fiz o concurso SUSEP para o cargo de Administração e Finanças.

Para quem não conhece a SUSEP (http://www.susep.gov.br/), trata-se de uma Autarquia Federal vinculada ao Ministério da Fazenda, que fiscaliza Seguros, Previdência Privada e Capitalização e tem carreira, remuneração e benefícios semelhantes ao Banco Central.

 

 

 

O dia que eu chorei como criança (e ainda meus olhos se enchem de lágrimas quando lembro)

chorando de felicidade

O edital Susep 2010 Esaf foi publicado apenas com 4 vagas para São Paulo. 

Então, a concorrência foi quase de 350 candidatos para 1 vaga.

A banca foi a ESAF e a prova foi insana...

Concorrência Edital Suspe 2010 Esaf

A prova objetiva 1 tinha 6 disciplinas, entre elas "Legislação Básica da SUSEP" com 20 questões e peso 2, ou seja, essa disciplina valia 40 pontos e correspondia a 33% de todos os pontos disputados nessa prova (120 pontos).

Eu errei metade das questões de Legislação Básica da SUSEP (fiz só 20 pontos) e achei que estava fora da disputa.

Bem... mesmo desanimado, só me restava continuar conferindo o gabarito...

Então, foi na prova objetiva 2, que o jogo virou ao meu favor.

A prova objetiva 2 tinha 5 disciplinas, entre elas "Orçamento, Contabilidade Pública e Auditoria Governamental"  com 20 questões e peso 2, ou seja, essa disciplina também valia 40 pontos, só que correspondia a 40% dos pontos disputados nessa prova (100 pontos).

E...

Suspense... (risos)

Eu gabaritei a prova de Orçamento, Contabilidade Pública e Auditoria Governamental!

Finalmente, após o fiasco no concurso TCU Cespe, eu acabara de acertar todas as questões de Orçamento e Contabilidade Pública da banca responsável pela prova do Concurso da Receita Federal!

Confesso que chorei que nem criança... mas, dessa vez, o choro era de muita felicidade.

Classificação concurso SUSEP 2010 esaf

Observe isto: na prova objetiva 1, eu tive o pior desempenho entre os classificados dentro das vagas, mas, na prova objetiva 2, fiquei em 1 lugar!

Eu fui salvo por Orçamento e Contabilidade Pública! 

O ponto da virada aconteceu com meu pior inimigo!

Dá para acreditar, nisso?

Puxa! 
Que diferença fez aquele 1 dia de imersão com o Vincenzo...

O Vincenzo foi meu Consultor/Coach até a minha primeira aprovação, que ocorreu 7 meses depois de termos iniciado formalmente o treinamento.

No concurso da SUSEP, eu já conseguia me virar por conta própria e contava com a ajuda do Vincenzo apenas em pontos específicos do treinamento.

Mesmo já sendo um concurseiro aprovado, tem coisas que só um coach de concursos experiente consegue ver

São pontos cegos, que ainda não temos maturidade suficiente para enxergar e precisamos da ajuda de um profissional mais experiente.

Por isso, quando as pessoas me perguntam se vale a pena fazer coaching para concursos, mesmo já tendo sido aprovado em concurso público, a resposta é SIM!

 


Em retrospecto, posso dizer que aquela imersão com o Vincenzo foi:

  • 1 dia que descobri como estudar para concurso público.
  • 1 dia que restabeleci minha confiança.
  • 1 dia que aprendi o caminho das pedras para passar em concurso público.
  • 1 dia que mudou a minha vida para sempre.

 

Hoje eu tenho controle da minha carreira, tempo para fazer o que eu gosto e estou presente na vida das pessoas que amo.

Não sei o que teria acontecido comigo, se eu não tivesse a oportunidade de passar aquele 1 dia de imersão com o Vincenzo.

 

 

 

E agora? O que eu faço?

pessoa com dúvida de como estudar para concurso

Agora, vou deixar 3 dicas para você. ;)

#1 Você não precisa pedir demissão para passar em concurso público

Isso foi a estratégia que eu utilizei, só que ela exige uma grande dose de tolerância a riscos e controle emocional.

As pessoas pensam que eu "chutei o pau da barraca" de uma hora para outra, mas não foi isso que aconteceu. 

Eu levei 6 meses montando um plano para pedir demissão, que incluía a construção de uma reserva financeira, apoio irrestrito da minha família e ajuda de um consultor/coach expert em concurso público para organizar e acompanhar meu treinamento.

Só no "mundo perfeito" da autoajuda, vale a pena ligar o f*oda-se. 

Entretanto, na vida real, já vi muita gente "chutar o pau da barraca" e terminar pior que antes, porque não soube o que fazer com o tempo livre e deixou-se consumir pela ansiedade, falta de foco e desespero.

Então, antes de tomar uma decisão como a que tomei, tenha calma, afie seu machado e monte seu plano.

 

#2 Se tiver condições, participe do treinamento de imersão com o Vincenzo

Por quê? É bom e vale a pena. 

Pergunta como eu sei disso? Minha vida mudou! (risos).

Se você leu todo o artigo, percebeu que minha aprovação em 3 concursos aconteceu após a imersão de 1 dia com o Vincenzo.

É claro que tive que me esforçar e estudar muito para conseguir passar em concursos. E você terá que fazer isso também!

Vincenzo não é nenhum guru mágico, mas ter a indicação de um caminho seguro para seguir foi decisivo para conseguir a aprovação.

Vou deixar o link aqui para o caso de você querer dar uma olhada no treinamento de imersão com o Vincenzo: https://vincenzopapariello.com.br/palestra-concurso-publico

Foi 1 dia que passei com o Vincenzo, que transformou a minha vida para sempre. 

Então, permita-se mudar de vida também. :)

 

#3 Por causa da homeostase, as pessoas que você mais ama tenderão a atrapalhar você.

Quer saber mais? Dá uma olhada neste artigo: https://www.vpconcursos.com.br/blog/como-passar-em-concurso-publico-afie-seu-machado

Lá também você irá descobrir, que não adianta correr como um louco atrás de seu sonho. 

Mais importante que a vontade de vencer, é fazer pausas estratégicas para afiar o seu machado.

 


SOBRE O AUTOR DO ARTIGO

André Wilson

É sócio-fundador e Consultor e Coach da VP Concursos. Analista de Administração e Finanças da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, aprovado em 3.º lugar no concurso de 2010 (São Paulo). Membro da Sociedade Brasileira de Coaching. Certificado pela The Inner Game International School. Bacharel em Administração, com MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas e University California (UCI).

 


BAIXE AGORA SEU E-BOOK COMPLETO E 100% GRATUITO.
Os segredos que os concurseiros aprovados não contam: o guia prático para quem tem pressa em passar em um concurso público.

Receba um e-book grátis

 

 

 

Junte-se a mais de
10.000
concurseiros

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo e 100% gratuito sobre concursos