Quer passar em concurso público? Então, afie seu machado

Quer passar em concurso público? Então, afie seu machado

Não adianta estudar como um louco para passar em concurso público. É importante fazer algumas pausas estratégicas e afiar o machado, para otimizar o esforço, diminuir a ansiedade e obter melhores resultados.
Escrito Por
ANDRÉ WILSON
em 08 Outubro 2018
Início > Blog > Quer passar em concurso público? Então, afie seu machado

Na Europa, uma competição inusitada costuma fazer bastante sucesso por lá: o World Tree Felling Championship.

Em uma tradução direta, o Campeonato Mundial de Abate de Árvores.

Nessa competição, a perícia dos lenhadores é testada em várias modalidades, entre elas, se destaca a tradicional (e emocionante) prova de corte de árvore com o machado.

Veja como foi a grande final no vídeo abaixo. :)

Após a final da competição, Alex, um jovem e enérgico lenhador da Noruega, decide procurar o vencedor da disputa.

- Quero ser seu aprendiz.

- Como assim?

- Quero trazer orgulho para minha família e meu país, por isso, preciso ser tão bom quanto o senhor. Por favor, peço que me treine.

Intrigado com a abordagem do jovem, mas impressionado com a sua convicção, o campeão mundial decide treiná-lo.

- Alex, já estou ficando velho e preciso praticar muito para estar preparado para o próximo ano. O treinamento é duro e você não pode me atrapalhar, tudo bem? Tem que fazer tudo o que eu mandar, combinado?

- Sim, senhor!

E, por 10 meses, como prometeu, o jovem lenhador acompanhou seu mestre e seguiu todas as orientações dele com disciplina, dedicação e sem reclamar.

Por ter um método de treinamento eficaz e um lenhador experiente como seu coach, Alex evoluiu muito rapidamente.

Então, por ser mais jovem, Alex começou a achar que era melhor que seu mestre e poderia superá-lo facilmente.

- Mestre, vê aquela floresta ali na frente?

- Sim, claro.

- Acho que consigo derrubar mais árvores que o senhor.

- Você está propondo um desafio para o atual Campeão Mundial?

O jovem lenhador sentiu um frio na espinha, mas tinha convicção que poderia vencer seu mestre.

- Sim. Entramos naquela floresta ali e, quando o Sol se pôr, quem tiver derrubado mais árvores apenas usando o machado, vence.

Então, o velho lenhador olhou nos olhos do seu aprendiz e, com um sorriso carinhoso no rosto, balançou a cabeça positivamente aceitando o desafio.

Assim que a disputa começou, o jovem lenhador partiu com tudo para a floresta e começou a bater nas árvores com muito vigor.

E, a cada árvore derrubada, o jovem lenhador olhava para o seu mestre e, muitas vezes, percebia que ele estava sentado.

- Ele já deve estar muito cansado (pensou Alex). A minha vitória é certa! hehehehe

Quando o último raio de Sol deixou o céu, a contagem das árvores começou e, para surpresa do jovem lenhador, seu mestre tinha derrubado o dobro de árvores que ele.

- Não é possível! Não é possível... como isso aconteceu? Eu vi o senhor descansando várias vezes! Parecia esgotado...

- Não, Alex. Eu não estava descansando.

- E estava fazendo o quê?

- Eu parei várias vezes para afiar o meu machado.

A estória do Alex não aconteceu realmente.

É uma versão moderna da antiga metáfora do lenhador e seu aprendiz.

Mas, a lição que se extrai dela continua sendo importante e verdadeira até hoje: não adianta partir com tudo para atingir uma meta ou objetivo. É importante parar algumas vezes para afiar o machado e, com isso, otimizar o esforço e obter melhores resultados.

 


QUAL SONHO VOCÊ VAI REALIZAR EM 2019 QUANDO PASSAR EM CONCURSO PÚBLICO?

O melhor presente que você pode dar a você e a sua família é uma vida segura e de sonhos realizados para sempre. Veja como nossos alunos conseguiram isso.


 

Se esse assunto parece interessante para você, continue lendo, porque você vai aprender mais sobre:

Se você quer passar em concurso público, recomendo parar e “afiar seu machado”, pelo menos, em 5 momentos:

 

#1 afiar o machado antes de começar a estudar para o concurso público escolhido por você

O que fazer?

  • Reserve, pelo menos, 3 dias para fazer um planejamento geral até a prova.​
  • Leia o edital do concurso (sim, isso é importante - não pode pular essa etapa mesmo que o edital tenha 50 páginas ou mais, ok?).
  • Verifique quantos pontos serão atribuídos a cada disciplina e quanto eles representam em relação à nota geral.  Por exemplo, se a disciplina Língua Portuguesa tiver 10 questões com peso 2, a pontuação será de 20 pontos (10 multiplicado por 2). Supondo que a prova tenha 120 pontos, Língua Portuguesa representaria 17% dos pontos da prova (20 dividido por 120). Fazendo esse simples exercício com todas as disciplinas do certame, você descobrirá quais são as que valem mais e, por isso, devem ser priorizadas.
  • Vá para a seção de conteúdo programático do edital e veja se seu material de estudos (livros, pdf, apostilas, videoaulas, etc) contempla todo programa do concurso. Se você não tiver o material completo ou ele estiver desatualizado, precisará providenciar novo material de estudos.

DICA: se você precisar de ajuda para escolher o material correto para estudar, inscreva-se em nossa Lista VIP. Lá tem uma lista completa dos materiais de estudo indicados pelos consultores e coaches da VP Concursos. ;)


  • Faça a medição do seu tempo de leitura (pegue algumas partes do material e faça a leitura marcando o tempo com o cronômetro do celular). Em seguida, cronometre o tempo de resolução de questões. Isso ajudará você a descobrir quanto tempo leva para estudar cada disciplina (basta multiplicar o número de páginas do livro pelo tempo de leitura, para saber a quantidade de minutos que você terá que estudar por exemplo).
  • Calcule, para cada dia da semana, o tempo disponível que você tem para estudar, considerando paradas para o almoço, jantar, lanche, trabalhar, cuidar de filhos pequenos, etc. Aqui, só vale o tempo líquido de estudo, ou seja, aquele que você, efetivamente, fica estudando.

DICA: se você quer ser mais produtivo nos estudos, não deixe de baixar nosso Ebook 100% Gratuito: Os segredos que os concurseiros aprovados não contam.


  • Com todos esses dados em mãos, é hora de montar seu cronograma de estudos, que será sua meta semanal ou quinzenal. Essa etapa é importante para que você estabeleça uma rotina de estudos. Recomendo que seu cronograma tenha de 7 a 15 dias.

DICA: no blog da VP Concursos, tem várias dicas de como montar um cronograma eficaz. Vale a pena conferir: ;)


 

# 2 afiar o machado a cada 1 a 2 horas de estudo

O que fazer?

Evite estudar por várias horas seguidas, porque não será produtivo. Estudos científicos mostram que a aprendizagem ocorre de forma mais eficiente, quando você faz intervalos de 15 a 30 minutos entre as seções de estudo.


DICA: não ache que você está perdendo tempo montando seu plano de estudos. Lembre-se de que você está fazendo uma pausa estratégica para aumentar seu rendimento, ou seja, você está “afiando seu machado”.


 

#3 afiar o machado quando você terminar a última atividade do seu cronograma de estudos

O que fazer?

Este é um momento muito importe para “afiar o machado”, que, na ansiedade de estudar loucamente sem parar, muita gente esquece de fazer.

Neste momento, você deverá parar e analisar o que deu certo e o que deu errado na semana anterior.

O que funcionou você intensifica e o que deu errado você corrige e/ou muda.

Por exemplo, se você decidiu estudar "lei seca", mas percebeu que apenas ler a lei de forma passiva não funcionou muito bem, uma opção seria apagar partes da lei e tentar lembrar o que está faltando.


DICA: o Procurador Federal e Coach VP Concursos Hebert Mesquista publicou um interessante artigo no blog, que ensina como estudar a "lei seca" com eficiência. Se você estiver interessado nesse assunto, clique aqui para saber mais.


 

#4 afiar o machado durante a prova do concurso público

O que fazer?

Quando você atingir, mais ou menos, a metade do tempo de prova, peça ao fiscal para ir ao banheiro.

Chegando lá, respire fundo e lave o rosto.

Essa simples técnica irá diminuir seu estresse e reorganizar o conhecimento que está na sua cabeça.

Em outras palavras, você estará afiando seu machado, para enfrentar um segundo round com a prova.


DICA: se você pegar uma prova muito difícil, tenderá a sentir nervosismo, ansiedade e afobação no início. Isso pode prejudicar muito seu desempenho na prova. Então, para reorganizar suas emoções, peça ao fiscal para ir no banheiro imediatamente. Em um webinário muito interessante, a Coach Luciana Cunha ensina como controlar a ansiedade e apresenta a “técnica secreta do banheiro”. Eu tive a oportunidade de assitir ao webinário ao vivo. Mas, você pode assistir a gravação,clicando aqui!


 

#5 afiar o machado após receber o gabarito da prova

O que fazer?

Acredite, essa é uma das melhores horas para afiar seu machado.

A emoção está fortemente ligada ao processo de memorização, principalmente em situações de frustração.

Isso ocorre porque precisamos lembrar de situações de perigo, para sobreviver.

Então, independentemente de ter obtido um resultado ruim ou bom na prova, faça a revisão dos assuntos relacionados às questões que você errou e/ou ficou em dúvida, porque, com as emoções afloradas, você acabará memorizando melhor os assuntos que você ainda não tem segurança.

Para você ter uma ideia, até hoje, mais de 10 anos depois do dia que tirei zero na prova de AFO e Contabilidade Pública do TCU, eu ainda me lembro de algumas questões da prova.

Eu falo, em detalhes, sobre esse caso do TCU e como fiz para me recuperar desse vergonhoso fracasso e ser aprovado em 3 concursos, neste artigo:

https://vpconcursos.com.br/blog/eles-riram-de-mim-quando-pedi-demissao-para-estudar-para-concursos

 

E o que irá acontecer se você não parar para afiar seu machado?

Tal qual ocorreu com o Alex, o jovem lenhador da estória do início do artigo, se você for com tudo para o objetivo de passar no concurso público, sem antes realizar um mínimo de planejamento (“afiar seu machado”), sentirá como se estivesse à frente dos seus concorrentes, mas se surpreenderá quando o resultado do concurso for publicado e seu nome não estiver na lista de aprovados.

Além disso, se você não realizar pausas estratégicas ao longo da sua jornada de estudos, tenderá a ficar ansioso, esgotado e estressado.

Foi mais ou menos isso que aconteceu com o jovem lenhador Alex, certo?

Saiu na correria para cortar árvores, enquanto seu mestre parava regularmente para afiar o machado.

No final, o mestre lenhador venceu seu aprendiz com uma vantagem expressiva.

Então, se necessário, escreva esta frase em uma folha de papel e coloque na parede, para que você possa olhar todos os dias: FIQUE CALMO E AFIE SEU MACHADO!

 

Treinamento Imersão Concurso Público Vincenzo Papariello

Aprenda o passo a passo exato, prático e seguro para passar em concurso público, que foi desenvolvido pelo Coach Vincenzo ao longo de 10 anos treinando alunos para vencer em concursosCLIQUE AQUI PARA SABER MAIS

 

 

 

A homeostase não é uma doença, mas pode acabar com seu sonho de se tornar servidor público

A homeostase não é uma doença, mas pode acabar com seu sonho de se tornar servidor público

Outro momento que você deve fazer uma pausa para afiar seu machado é quando os efeitos da homeostase entrarem em ação e você pensar em desistir de estudar.

George Leonard, em seu aclamado livro Maestria: as chaves do sucesso e da realização pessoal, aborda a questão da homeostase da seguinte forma:

Você decide fazer uma mudança para melhor na sua vida. Pode ser qualquer mudança significativa(...). Você conta seus projetos aos amigos. Põe sua resolução por escrito. E realmente faz a mudança. Ela funciona. Você se sente bem. Sente-se feliz com ela. Seus amigos se sentem felizes com ela. Sua vida está melhor. Aí, então, você sofre uma recaída.

Por quê? Será que você é alguma espécie de palerma sem força de vontade? Não necessariamente. A recaída é uma experiência universal. Todos resistimos a uma mudança significativa, não importa que ela seja para pior ou para melhor. Nosso corpo, nosso cérebro e nosso comportamento têm uma tendência embutida de permanecer inalteráveis dentro de limites estreitos, e de voltar para trás quando modificados – e é muito bom que isso aconteça.

Pense apenas nisto: se a temperatura do seu corpo subisse ou descesse dez por cento, você estaria em grande dificuldade. O mesmo se aplica ao seu nível de açúcar no sangue e a qualquer outra função do seu corpo. Essa condição de equilíbrio, essa resistência à mudança, chama-se homeostase.

Caracteriza todos os sistemas auto reguladores, desde uma bactéria até uma rã, desde um indivíduo humano até uma família, desde uma organização até uma cultura inteira – e tanto se aplica a estados e comportamentos psicológicos quando ao funcionamento físico.

 

Pouco à frente no livro, o autor complementa o conceito:

E por mais que você se deleite com a mudança e tire proveito dela, provavelmente encontrará a homeostase mais cedo ou mais tarde. Você poderá experimentar sinais de alarme homeostático na forma de sintomas físicos ou psicológicos. Poderá, sem querer, sabotar os seus melhores esforços. Poderá encontrar resistência da família, amigos e colaboradores.

 

Em resumo, a homeostase é uma força poderosa que resiste à mudança para manter o sistema em equilíbrio, seja físico (seu corpo), psicológico (seu comportamento) ou social (família, amigos e colaboradores).

Em outras palavras, toda vez que você tentar mudar algo na sua vida, seja para melhor ou para pior, enfrentará forte resistência vindo de você mesmo ou das pessoas ao seu redor.

 

E o que você pode fazer para evitar que a homeostase prejudique seus estudos para concursos?

  • Tome consciência do modo como funciona a homeostase. Se você sentir vontade de parar de estudar, compreenda que você não é fraco, indisciplinado ou preguiçoso, é apenas um sinal que você está mudando de vida. Pare de se lamentar, e siga em frente.
  • Você irá enfrentar resistência das pessoas que você mais ama. Seu companheiro, amigos e familiares irão, cedo ou tarde, atrapalhar seus estudos. Compreenda que eles não querem seu mal, apenas estão tentando reequilibrar as vidas deles, que foram afetadas pela sua decisão de estudar para concursos.
  • Não ligue o “foda-se”. Fico muito preocupado com essa tendência atual dos livros de autoajuda de incentivar o comportamento de “chutar o pau da barraca”. Se todo mundo resolver ligar o “foda-se”, o que será da nossa vida em sociedade? Primeiro, tente explicar às pessoas porque você precisa estudar tantas horas e não pode dar a mesma atenção que antes. Não trate ninguém com grosseria, apenas continue explicando até que a pessoa entenda (ou desista de atrapalhar). Entretanto, se não for possível chegar a um acordo, é melhor se afastar, porque você está estudando para ter uma vida melhor e não fazendo algo errado para ficar o tempo todo se justificando. Compreenda que tentar agradar todo mundo é a receita certa para a frustração. Só não liga o “foda-se”, ok? Afaste-se, mas na boa.
  • Crie estratégias para enfrentar seus principais inimigos antes que eles apareçam. Por exemplo: o que você irá fazer quando se sentir frustrado após uma reprovação? Criar uma estratégia para combater a frustração de cabeça fria é melhor que pensar em algo quando as emoções estão afloradas e você tem vontade de jogar tudo para o ar. É por esse motivo que os militares treinam, exaustivamente, medidas que devem ser realizadas no momento de perigo e forte estresse. Em situações extremas, não é possível raciocinar e decidir com clareza, então os militares treinam muito para que a resposta ao perigo ocorra de forma automática.
  • Desenvolva um sistema de apoio. Isso é muito importante. Você pode tentar fazer tudo sozinho, mas ajuda muito ter outras pessoas com as quais possa compartilhar alegrias e frustrações decorrentes da preparação para concurso público. Se você leu o artigo com a minha história, verá que, se não fosse minha esposa e meu Coach Vincenzo Papariello, eu talvez tivesse desistido após o fracasso no concurso do TCU.
  • Crie uma prática regular. Ter uma rotina de estudos é muito importante para você manter a disciplina. Então, monte um cronograma de estudos e, pelo amor de Deus, deixe seu celular fora do local que você estuda... WhatsApp e Instagram não serão cobrados na prova!
  • Aprenda a mudar. A melhor forma de fazer isso, é se aproximar de pessoas que já passaram pelo que você passou, enfrentou os mesmos obstáculos e conseguiu vencer. Quando encontrar uma pessoa assim, não tente apenas descobrir as técnicas que ela utilizou para passar, mas procure prestar atenção na mentalidade que ela usa para vencer a homeostase. Se aproximar de Experts em concursos, é uma estratégia muito eficaz para você aprender a mudar (e se você puder ter o acompanhamento individual e personalizado de um coach especialista em concursos, melhor ainda!).
  • Tenha uma atitude de nunca desistir. Sua jornada de concurseiro será repleta de obstáculos e desafios. Então, manter uma atitude de nunca desistir é a  única coisa que realmente importa para você passar em provas e concursos.

 

 

 

E agora? O que eu faço?

E agora? O que eu faço?

#1 Assista este vídeo com o resumo ilustrado do Livro Maestria de George Leonard (não é a mesma coisa que ler o livro, mas ficou bem legal).

 

 

#2 Faça sua inscrição na Lista VIP da VP Concursos para imergir no mundo dos concursos públicos.

Lista VIP

 

#3 Agora, se você quiser imergir completamente no mundo paralelo dos concursos, onde todos só falam e respiram concurso público, faça o treinamento de imersão do Coach Vincenzo Papariello.

O Vincenzo foi o meu Coach, e, sem ele, talvez eu não tivesse conseguido conquistar minha aprovação em um concurso público tão rápido.

Na época, ele nem era tão famoso como é hoje...

Não dava reportagem no G1 e nem publicava artigo na Exame...

Era apenas o meu melhor amigo. :)

Mas, em um único dia, com a sabedoria de um velho lenhador, o Vincenzo mudou a minha vida por completo.

Clica no banner abaixo para saber mais. Até breve! ;)

 

Treinamento Concurso Público Vincenzo Papariello

Aprenda o passo a passo exato, prático e seguro para passar em concurso público, que foi desenvolvido pelo Coach Vincenzo ao longo de 10 anos treinando alunos para vencer em concursosCLIQUE AQUI PARA SABER MAIS

 


SOBRE O AUTOR DO ARTIGO

André Wilson

É sócio-fundador e Consultor e Coach da VP Concursos. Analista de Administração e Finanças da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, aprovado em 3.º lugar no concurso de 2010 (São Paulo). Membro da Sociedade Brasileira de Coaching. Certificado pela The Inner Game International School. Bacharel em Administração, com MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas e University California (UCI).


 

 

Junte-se a mais de 30.000 concurseiros

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo e 100% gratuito sobre concursos