Concurso TRF 3: Confira o porquê você deve investir neste concurso.

Concurso TRF 3: Confira o porquê você deve investir neste concurso.

Confira agora tudo o que você deve saber sobre o concurso do TRF 3 e entenda tudo sobre esse concurso e invista toda sua energia se quiser sair na frente.
em 05 Agosto 2019
Início > Blog > Concurso TRF 3: Confira o porquê você deve investir neste concurso.

Atenção concurseiros!

Tudo bem?

O concurso para o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3) foi autorizado e pode ter edital publicado ainda este ano.

O último levantamento que foi feito pelo TRF 3 no quadro de servidores constatou que o Tribunal possui atualmente 462 cargos vagos. E desses vagas, 154 são do cargo de Analista e 308 são do cargo de Técnico, apontando a necessidade do concurso.

O concurso deverá oferecer uma vaga para cada cargo, haverá vagas para os cargos:

  • Analista Judiciário – Área Judiciária (TRF3 e SJSP);
  • Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Informática (TRF3);
  • Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Informática (TRF3).
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa (TRF3 e Seções Judiciárias de São Paulo – SJSP – e de Mato Grosso do Sul – SJMS);

Então para começar esse post vamos falar um pouco do último concurso que ocorreu no ano de 2013.

 

ÚLTIMO CONCURSO

O último concurso realizado em 2015 e organizado pela banca FCC,  ofereceu um total de 260 vagas para Técnicos e Analistas.

O edital foi publicado com 33 vagas, todas para o Estado de São Paulo.

O cargo de Técnico contou com 13 vagas, todas elas para a capital e para a região metropolitana do estado.

As vagas foram para as especialidades de:

  • Informática (12 vagas);
  • Edificações (1 vaga).

A primeira delas exige apenas o nível médio completo e a segunda curso técnico na área.

O salário inicial foi de R$ 6.177,75, somando vencimento de R$ 2.824,17, gratificação de atividade judiciária (GAJ) de R$ 2.541,75, Vantagem Pecuniária Individual (VPI) de R$ 59,87 e auxílio-alimentação de R$ 751,96.

Já o cargo de Analista contou com 20 vagas, sendo 12 são para a área administrativa.

Além disso, o certame contou com vagas para as especialidades de:

  • Contadoria (5 vagas)
  • Biblioteconomia (1 vaga)
  • Engenharia elétrica (1 vaga)
  • Medicina – clínica geral (1  vaga).

O cargo de analista tem rendimento de R$ 9.615,80, com salário-base de R$ 4.633,67, GAJ de R$ 4.170,30, VPI de R$ 59,87 e auxílio-alimentação de R$ 751,96.

Confira a distribuição de vagas abaixo:

Analista

  • Judiciária – 66
  • Contadoria – 16
  • Biblioteconomia – 03
  • Engenharia Civil – 05
  • Engenharia Mecânica – 02
  • Informática (Infraestrutura) – 02
  • Oficial de Justiça Avaliador Federal – 23

As especialidades de: Informática, Ortopedia, Cardiologia, Psiquiatria, Psicologia do Trabalho, Serviço Social e Arquivologia tiveram 1 vaga cada.

Técnico

  • Informática – 12
  • Contabilidade – 02
  • Administrativa – 102
  • Segurança e Transporte – 16

As especialidades como: Segurança do Trabalho, Enfermagem e Telecomunicações e Eletricidade tiveram 1 vaga cada.

Último eidtal

 

AS PROVAS DO ÚLTIMO COCNURSO

Para os cargos de Analista, as provas tiveram 4:30h de duração e foram distribuídas da seguinte maneira:

  • Estudo de caso (2 questões, peso 2)
  • Conhecimentos gerais (20 questões, peso 1)
  • Conhecimentos específicos (30 questões, peso 2)

Já para os cargos de Técnico, o tempo da prova variou entre 3h e 4:30h de acordo com a especialidade.

As Provas Objetivas, Estudo de Caso e Discursiva foram realizadas nas seguintes cidades:

Araçatuba, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Campo Grande e Dourados.

Conhecimentos gerais

Para todos os cargos:

  • Português
  • Raciocínio lógico-matemático

Para todos (exceto AJAJ, OJAF e TJAA):

  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional

Conhecimentos específicos

Analista 

  • Direito Civil;
  • Direito Penal;
  • Direito Tributário.
  • Direito Constitucional;
  • Direito Previdenciário;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Processual Penal;

Técnico

  • Noções de Direito Civil;
  • Noções de Direito Penal;
  • Noções de Direito Tributário.
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Previdenciário;
  • Noções de Direito Processual Civil;
  • Noções de Direito Processual Penal;

 

SOBRE OS CARGOS TRF 3ª REGIÃO

Segundo informações do Portal da Transparência do órgão, atualizados pela última vez em abril de 2019, existem atualmente 462 cargos vagos, divididos entre as unidades do TRF 3, na Seção Judiciária de São Paulo e na de Mato Grosso do Sul:

  • TRF3 - 145 vagas 
  • Seção Judiciária SP- 300 vagas 
  • Seção Judiciária MS- 17 vagas

# Analista Judiciário – Área Judiciária

Requisitos: Curso superior completo de Direito.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de fornecer suporte técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores.

 

# Analista Judiciário – Área Judiciária – Oficial de Justiça Avaliador Federal

Requisitos: Curso superior completo de Direito.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de possibilitar o cumprimento de ordens judiciais. 

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Arquivologia

Requisitos: Curso superior completo de Arquivologia, devidamente reconhecido ou habilitação legal equivalente, devidamente registrada na Delegacia Regional do Trabalho.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de promover a adequada preservação de documentos e gestão de arquivos. Compreende o planejamento, a organização, a coordenação e o controle dos procedimentos e operações técnicas para produção, tramitação, utilização, avaliação e arquivamento de documentos. Envolve a emissão de pareceres, relatórios, laudos, a realização de estudos, o atendimento a usuários e a divulgação do acervo, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Biblioteconomia

Requisitos: Curso superior completo de Biblioteconomia, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado armazenamento e a recuperação de informações. Compreende a documentação, catalogação, classificação e indexação de documentos e a consulta para atendimento a usuários. Envolve a elaboração de estudos e projetos para geração e manutenção de bases de dados, conservação e desenvolvimento do acervo e modernização dos serviços, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Contadoria

Requisitos: Curso superior completo de Ciências Contábeis, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado acompanhamento da situação patrimonial e financeira da organização, favorecer a elaboração orçamentária, bem como possibilitar a liquidação de julgados e atualização de valores de títulos, guias e depósitos judiciais. Compreende a elaboração de cálculos, a verificação de contas e a emissão de relatórios e pareceres, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Engenharia Civil

Requisitos: Curso superior completo de Engenharia Civil, devidamente reconhecido e registro profissional no Conselho correspondente.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir os padrões de qualidade técnica e segurança das obras e reparos de edificações, bem como a adequada manutenção de instalações. 

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Engenharia Mecânica

Requisitos: Curso superior completo de Engenharia Mecânica e 2 anos de experiência profissional em Engenharia Mecânica.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir os padrões de qualidade técnica e segurança dos equipamentos mecânicos, bem como a sua adequada manutenção e reparo. 

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Informática

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado processamento automático de informações. Planejamento, desenvolvimento, documentação, implantação e a manutenção dos sistemas informatizados de processamento de informações. Definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações, emissão de pareceres técnicos, atendimento aos usuários dos sistemas e outras atividades de mesma natureza.

 

# Judiciário – Apoio Especializado – Informática – Banco de Dados

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: Processamento automático de informações. Compreende o planejamento, a implementação, a configuração, a monitoração, a manutenção e a administração de sistemas gerenciadores de bancos de dados e das bases de dados

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Informática – Infraestrutura

Requisitos: Curso superior completo, devidamente reconhecido, acompanhado de curso de especialização com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas na área de Análise de Sistemas, ou qualquer curso superior de Informática devidamente reconhecido.

Atribuições: `Garantir o adequado.funcionamento da infraestrutura de tecnologia da informação. Compreende o planejamento, a implementação, a configuração, a monitoração, a manutenção e a administração da rede de computadores e servidores.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Cardiologia

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Cardiologia e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Cardiologia).

Atribuições: Promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende atividades como: diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Ortopedia

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Ortopedia e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Ortopedia).

Atribuições: Realizar atividades profissionais da área de medicina, a fim de promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Realizar diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei; entre outras.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Psiquiatria

Requisitos: Curso superior completo de Medicina, devidamente reconhecido, com especialização na área de Psiquiatria e 2 anos de experiência profissional em Medicina (Psiquiatria).

Atribuições: Realizar atividades profissionais da área de medicina a fim de promover e preservar a saúde de magistrados, servidores, inativos e pensionistas e a de seus dependentes. Compreende atividades como: diagnósticos, prescrição de medicamentos, atendimentos clínicos preventivos ou profiláticos, exames pré-admissionais de candidatos para cargos públicos, elaboração de laudos e pareceres técnicos, execução de perícias em juntas médicas para fins de concessão de licenças e aposentadorias, instrução de processos de acompanhamento funcional e/ou biopsicossocial e demais situações previstas em lei; entre outras.

 

# Analista Judiciário – Apoio Especializado – Medicina – Psicologia do Trabalho

Requisitos: Curso superior completo de Psicologia, devidamente reconhecido e 2 anos de experiência em Psicologia do Trabalho.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de subsidiar a geração de políticas de recursos humanos, de benefícios sociais, de saúde ocupacional e de desenvolvimento organizacional. Compreende o desenvolvimento, validação e aplicação de instrumentos psicométricos nas atividades da área de desenvolvimento de recursos humanos, tais como: recrutamento, seleção, lotação, acompanhamento, treinamento, avaliação de desempenho, de potencial e correlatos. Inclui a realização de pesquisas, estudos, bem como a emissão de pareceres e relatórios técnicos, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Analista Judiciário – Serviço Social

Requisitos: Curso superior completo de Serviço Social, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de prevenir ou minimizar dificuldades de natureza biopsicossocial que possam afetar/estejam afetando magistrados, servidores, inativos, pensionistas e/ou seus dependentes, bem como promover uma melhor integração entre família, comunidade e organização.

 

# Técnico Judiciário – Área Judiciária – Área Administrativa

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de fornecer auxílio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da organização. 

 

# Técnico Judiciário – Administrativa – Segurança e Transporte

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido, e Carteira Nacional de Habilitação categoria “C” ou superior.

Atribuições: Compreende o controle de entrada e saída de pessoas e bens, a realização de rondas para verificação das condições das instalações, a direção defensiva de veículos oficiais, o registro de ocorrências que fogem à rotina e de incidentes ocorridos com veículos, a execução de atividades de prevenção e combate a incêndios e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Técnico Judiciário – Administrativa – Telecomunicações e Eletricidade

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário com a finalidade de garantir a adequada operação e manutenção de equipamentos elétricos e telefônicos. 

 

# Técnico Judiciário – Administrativa – Contabilidade

Requisitos: Curso técnico ou profissionalizante de nível médio na área de Contabilidade, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário com a finalidade de favorecer o adequado acompanhamento da situação patrimonial e financeira da organização, possibilitar a elaboração orçamentária, bem como de colaborar na liquidação de julgados e atualização de valores, títulos, guias e depósitos judiciais. 

 

# Técnico Judiciário – Administrativa – Enfermagem

Requisitos: Curso técnico de Auxiliar de Enfermagem, devidamente reconhecido, e 2 anos de experiência profissional em Enfermagem.

Atribuições: Compreende a realização de curativos, inalações, administração de medicamentos, remoção de pontos e outros procedimentos, segundo prescrição médica. Envolve a preparação de pacientes para consulta, verificação de sinais vitais, atualização de prontuários e cuidado com a adequada utilização e conservação de materiais, equipamentos e medicamentos da unidade. Inclui a colaboração em programas de educação para saúde e o levantamento de dados para elaboração de relatórios, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

# Técnico Judiciário – Administrativa – Informática

Requisitos: Curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou equivalente, devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de garantir a adequada automatização de rotinas, por intermédio do desenvolvimento, codificação, teste, implantação, documentação e manutenção dos programas e sistemas, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

#Técnico Judiciário – Administrativa – Segurança do Trabalho

Requisitos: Curso técnico em Segurança do Trabalho, devidamente reconhecido, e 2 anos de experiência profissional em Segurança do Trabalho.

Atribuições: Envolve a elaboração de relatórios, laudos e o estabelecimento de normas e dispositivos de segurança, de acordo com a legislação, bem como a elaboração, implementação e controle de programas de prevenção de riscos ambientais e do perfil profissiográfico profissional. Ainda, a realização de atividades administrativas decorrentes de sua atuação, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

 

ETAPAS DO CONCURSO TRF 3ª REGIÃO

As Provas Objetivas de Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos, para todos os cargos, devem ser compostas por questões objetivas de múltipla escolha (com cinco alternativas cada questão), de caráter habilitatório e classificatório, e versando sobre os conteúdos programáticos do edital.

Para os cargos de:

  • Analista Judiciário – Áreas Judiciária;
  • Oficial de Justiça Avaliador Federal e Área Apoio Especializado;
  • Especialidades Arquivologia, Biblioteconomia, Contadoria, Engenharia (Civil), Engenharia (Mecânica), Informática, Informática (Banco de Dados), Informática (Infraestrutura), Medicina (Cardiologia), Medicina (Ortopedia), Medicina (Psiquiatria), Psicologia (do Trabalho) e Serviço Social;
  • Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado.

Especialidade Informática devem ser aplicadas o Estudo de Caso, a ser realizado no mesmo dia e período de aplicação das provas objetivas.

Para o cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativa, haverá Prova Discursiva  e redação, também a realizada no mesmo dia e período de aplicação das provas objetivas.

Por fim, para o cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativa e especialidade Segurança e Transporte, haverá Prova Prática de Capacidade Física, a ser aplicada em data posterior à data de aplicação das provas objetivas.

 

REMUNERAÇÃO E BENEFICÍOS

A remuneração dos servidores do TRF 3 é composta pela soma do vencimento básico mais a Gratificação de Atividade Judiciária de 108% (GAJ). Outras remunerações podem ser adicionadas ao vencimento, aumentando ainda mais o valor real.

Analista Judiciário (vencimento básico + GAJ): 
Inicial: R$ 12.455,30
Final: R$ 18.701,52

Técnico Judiciário (vencimento básico + GAJ): 
Inicial: R$ 7.591,37
Final: R$ 11.398,39

Auxiliar Judiciário (vencimento básico + GAJ): 
Inicial: R$ 3.890,69
Final: R$ 6.750,56

Além da remuneração, os servidores têm direito aos seguintes benefícios:

  • Auxílio alimentação: R$ 910,08;
  • Assistência pré-escolar: R$ 719,62;
  • Assistência médica e odontológica (Participação União): R$ 215,00;
  • Auxílio-transporte.

 

BÔNUS: SUGESTÕES DE ARTIGOS PARA VOCÊ LER E MANDAR VER NOS CONCURSOS

Você quer saber como otimizar seus estudos para concursos jurídicos? Separei 4 artigos muito completos para você!

Então vamos lá...

 

#1 Tudo que você quis saber sobre como estudar certo para Concursos Jurídicos, mas não teve a quem perguntar. Confira nesta entrevista com o Procurador da República Hebert Reis e a Delegada da PF Arryanne. Quer saber mais? Então clica no link para saber mais.

 

#2 O delegado de polícia e consultor VP Concursos Agusto Garcia explica de forma bem completa como fazer um edital esquematizado. Dá uma olhada neste post incrível clica no link .

 

#3 Quer ser Analista Judiciário mas não sabe por onde começar? Dá uma olhada neste post incrível feito pelo Advogado da União e consultor VP Concursos Diego Brunno.

Então clica no link e confere.

 

#4 Agora se o seu problema é com as discursivas... Não deixa de conferir o artigo criado pela Procuradora do estado do Paraná e consultora VP Concursos Luciana Cunha. Nele você vai saber 5 dicas infalíveis para se dar bem em qualquer prova discursiva e muito mais! Confira essas dicas clicando no link.

 

Até a próxima!

Bons estudos.

 


Projeto você no Senado Federal - Webinário 100% online e 100% Grátis!

Envie para nós a sua dúvida sobre o Concurso do Senado Federal e veja ela ser respondida AO VIVO em um Webinário 100% online e 100% Grátis! Clique aqui para saber mais! 

 

 

 

 

 

Junte-se a mais de 30.000 concurseiros

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdo exclusivo e 100% gratuito sobre concursos